Quinta-feira, 29 de Abril de 2010

A redução do rating português

 

As agências de rating são empresas que emitem opinião sobre a capacidade de uma país ou de uma empresa em saldar os seus compromissos financeiros.

As notas de rating que emitem, baseiam-se na situação financeira do país, condições do mercado mundial e opinião de especialistas da iniciativa privada.

Dada a força da sua opinião, são instrumentos de grande influência nos mercados financeiros.

 

O que se passou esta semana, com a descida do rating português da agência Standard & Poor's (S&P), sem qualquer acontecimento que o justificasse, provocou mais uma vez o caos nos mercados financeiros e fez aumentar a minha convicção que estas agências estão nas mãos dos grandes especuladores internacionais.

 

Depois do que se passou na Islândia, por exemplo , parece-me incompreensível como é que os investidores continuam a ser tão vulneráveis ao rating.

Será que já ninguém se lembra que a Islândia antes de entrar em falência, tinha um rating AAA?

Como se pode confiar em alguém que disse que um país completamente falido, era dos melhores pagadores do mundo?

Memória curta ou memória selectiva?

publicado por uriel oliveira às 08:19
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
partilhar

.uriel oliveira


. ver perfil

. seguir perfil

. 10 seguidores

.pesquisar

.posts recentes

. A redução do rating portu...

.arquivos

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Novembro 2011

. Junho 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

.tags

. todas as tags

.feeds