Quinta-feira, 10 de Dezembro de 2009

O cliente-funcionário do Jumbo

 

 

Depois das caixas self service, os hipermercados continuam a tentar encontrar soluções que lhes permitam reduzir ao máximo os custos com os recursos humanos, nem que para isso tenham que exigir que os seus clientes façam as tarefas que deveriam ser feitas pelos seus empregados.


Se esta estratégia até se consegue aceitar em estruturas low cost, em que os custos são reduzidos ao máximo em benefício do preço de venda ao cliente, em estruturas como os hipermercados Jumbo, é inaceitável.
 

Já tinha reparado que cada vez via menos funcionários nos hipermercados Jumbo, aliás dos hipermercados que conheço é onde se espera mais tempo nas áreas da peixaria, talho e charcutaria, mas surpreendeu-me ver, que agora são os clientes que têm que pesar e etiquetar frutas e legumes.
 

Se já me irritavam as caixas automáticas, que só utilizo se estiverem mais de 50 pessoas nas tradicionais, este sistema parece-me completamente ridículo! Para além do conhecimento que é necessário ter sobre o equipamento, exige um conhecimento dos diferentes registos de todas as frutas e legumes à venda no hipermercado!
 

Para os "chico-espertos", este sistema constitui uma boa oportunidade de comprarem do bom e do melhor, ao preço do mais barato, pois se podem registar maçãs a 0.50€, porque vão registá-las a 2.50€? E se alguém vier perguntar alguma coisa, podem sempre dizer que não são especializados no assunto, afinal não são empregados do Jumbo.
Não queria com este post fazer um incentivo à "chico-espertice", até porque geralmente não a suporto, queria sim criticar uma estratégia que para além de condenável na perspectiva social, não se enquadra com o posicionamento da marca no mercado e parece-me completamente errada na perspectiva da gestão.
 

publicado por uriel oliveira às 19:27
link do post | comentar | favorito
partilhar

.uriel oliveira


. ver perfil

. seguir perfil

. 10 seguidores

.pesquisar

.posts recentes

. ainda o Euro 2012

. Contradição olímpica

. Madonna - Só se for em sa...

. Briosa: Uma marca com gra...

. O Pingo Doce está outra v...

. Um mundo melhor

. O campo na Avenida

. A crise portuguesa nos me...

. Afinal o golf continua a ...

. O poder da sugestão

. Champanhe Mumm com sabor ...

. Comunicar em roupa interi...

. Alerta de crise na Ensite...

. Os ratos da política

. O dia em que um sorriso p...

. O caçador _____ o urso

. O meu iPad

. Alegria

. A máquina dos U2

. Mais leitores por menos d...

.arquivos

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Novembro 2011

. Junho 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

.tags

. todas as tags

.feeds