Domingo, 31 de Maio de 2009

Comunicação à Benfica

 

O primeiro cartaz de Bruno Carvalho, como candidato à presidência do S.L.B., apesar de provocar um certo desconforto aos benfiquistas, mostra o que tem sido a realidade dos últimos anos: o F.C.Porto a festejar títulos.

A relação deste facto irrefutável com aquele que diz ser o sócio nº 17.599 do F.C.P. e actual presidente do Benfica, é sem dúvida oportuna e bem conseguida, mas no entanto, ainda não consegui perceber qual o projecto que tem para o Benfica. Estive a ver o seu website para onde o cartaz nos remete e fiquei a saber muito pouco.

 

publicado por uriel oliveira às 22:20
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
partilhar
Terça-feira, 26 de Maio de 2009

O que os políticos fazem pelas marcas

 

Não posso deixar de destacar o sentido de oportunidade da Unilever, que aproveitou o conselho que o ministro da economia Manuel Pinho deu a Paulo Rangel, para este comer muita papa Maizena, para relançar a Maizena no mercado nacional, através de uma campanha que diz: “Numa coisa estamos de acordo: Maizena faz mais do que você imagina”.
Para quem ainda pensa que o ministro Manuel Pinho teve mais uma saída infeliz, vejam que na realidade ele foi decisivo para relançar esta marca no mercado. Com esta acção, a Maizena voltou à recordação de toda a gente, conseguiu mais notícias nos media neste período do que nos últimos dez anos e com toda a certeza as vendas vão disparar.
Esta acção de comunicação, protagonizada pelo ministro da economia, poderá mesmo servir de inspiração a outros membros do governo para relançarem outras marcas esquecidas pela opinião pública.
Estou mesmo a ver o primeiro-ministro, para a líder da oposição: a Sra. ainda tem que lavar muito os dentes com a pasta medicinal Couto, para conseguir um sorriso tão bonito como o meu!...
O envolvimento de membros de governo na promoção de marcas não é bem uma novidade, foi o próprio primeiro-ministro José Sócrates que iniciou esta vocação no lançamento do Magalhães.
Parabéns à Unilever, e no que diz respeito aos outros intervenientes, peço desculpa pela ironia, mas ser governado por estes políticos, se não rir, acabo por chorar.
publicado por uriel oliveira às 18:10
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
partilhar
Sexta-feira, 22 de Maio de 2009

Os marketeers e as redes sociais

 

 

São no mínimo surpreendentes as conclusões do estudo “The Social Media”, conduzido no Reino Unido pela McCann-Erickson Bristol que revelou que 65.6% dos marketeers admitem que não sabem como utilizar as redes sociais para fins de marketing.

 
Cada vez mais acredito que a janela de oportunidade que as redes sociais abrem, ao nível de comunicação empresarial, será mais facilmente maximizada por comunicadores/relações públicas do que propriamente por marketeers, que ainda não conseguiram desprender-se da lógica do GRP.
 

http://www.mccannbristol.co.uk/news/?m=200905
 

publicado por uriel oliveira às 18:56
link do post | comentar | favorito
partilhar
Domingo, 17 de Maio de 2009

A nova imagem da PT

 

A PT apresentou a sua nova imagem corporativa.
Entendo e concordo com a mudança de cor, o azul que conseguiu afirmar-se como a cor TMN, é uma boa solução e poderá facilmente servir de alinhamento a todas as empresas do grupo, no entanto discordo que esta reformulação traga inovação e projecte a marca para o futuro.
O arrendondamento e o relevo que o logotipo ganhou, para além de serem esteticamente discutíveis, a meu ver complicam o que deveria ser simples. Por outro lado, os dois círculos a representar o telefone, permanecem inalterados, o que de alguma forma não representa a influência de uma nova era das comunicações, não alavanca a marca para os desafios que o futuro lhe irá colocar, nem tão pouco reforça o seu posicionamento institucional, abrangente na oferta de serviços integrados.
Segundo a Portugal Telecom, a nova imagem foi construída tendo como ponto de partida um inquérito realizado a 100 colaboradores que demonstrava um desejo de rejuvenescimento e projecção de inovação e atrevimento, sem abandonar valores do passado. Para além da opinião dos colaboradores foi também tida em linha de consideração a opinião do público em geral, que considera que a PT está muito associada à prestação do serviço da voz fixa, identificando a necessidade de dar mais destaque ao papel aglutinador de serviços e a das pessoas que visitam as lojas PT, que consideram a marca ideal para apresentação de ofertas integradas.
Com este ponto de partida, é difícil de aceitar o ponto de chegada encontrado.
 

publicado por uriel oliveira às 22:01
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
partilhar

.uriel oliveira


. ver perfil

. seguir perfil

. 10 seguidores

.pesquisar

.posts recentes

. ainda o Euro 2012

. Contradição olímpica

. Madonna - Só se for em sa...

. Briosa: Uma marca com gra...

. O Pingo Doce está outra v...

. Um mundo melhor

. O campo na Avenida

. A crise portuguesa nos me...

. Afinal o golf continua a ...

. O poder da sugestão

. Champanhe Mumm com sabor ...

. Comunicar em roupa interi...

. Alerta de crise na Ensite...

. Os ratos da política

. O dia em que um sorriso p...

. O caçador _____ o urso

. O meu iPad

. Alegria

. A máquina dos U2

. Mais leitores por menos d...

.arquivos

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Novembro 2011

. Junho 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

.tags

. todas as tags

.feeds