Terça-feira, 13 de Outubro de 2009

Peixeirada entre publicitários

 

 

A última campanha do Pingo Doce está a dar que falar. A campanha, assinada pela agência brasileira Duda Portugal, não é melhor nem pior do que tantas outras campanhas publicitárias, mas esta está a chamar a atenção por ter mobilizado a criação de um grupo no Facebook denominado “Gente que não grama o anúncio do Pingo Doce da Duda”, que conta já com mais de 2.000 pessoas.
 
Para mim, este grupo foi criado por gente que não grama o facto de virem uns brasileiros ganhar contas em Portugal a agências que estão instaladas no nosso mercado . Alguns dos aderentes a este grupo, são mesmo criativos e directores de agências que chegaram a tecer comentários sobre o assunto.
Uma autêntica peixeirada entre profissionais da publicidade.

 

O bom para o Pingo Doce é que estas pessoas das agências de publicidade, não percebem rigorosamente nada de comunicação na web 2.0 e este movimento pode muito bem ter o efeito oposto e transformar uma campanha perfeitamente mediana, numa campanha para recordar, quem sabe até surgirem grupos que se intitulem, nós gostamos da campanha do Pingo Doce.

publicado por uriel oliveira às 21:55
link do post | comentar | favorito
partilhar
10 comentários:
De Armando Alves a 14 de Outubro de 2009 às 05:10
"Estas pessoas" são clientes do Pingo Doce. E algumas delas percebem mais do que tu da "Web 2.0". O suficiente para não andarem a plantar comentários positivos (há quem lhe chame astrotrufing) em tudo o que é peça que denuncia a indignação.

De uriel oliveira a 14 de Outubro de 2009 às 16:42
Caro Armando,
Eu "planto" comentários positivos ou negativos de acordo com a opinião que tenho, onde eu quiser e bem entender, isso chama-se liberdade de expressão e não "astrotrufing" como lhe estás a chamar.
Já tu, comentas neste espaço, se fizeres comentários que eu considere válidos, relevantes e oportunos, caso contrário não são bem vindos os teus comentários.
Por último, eu também sou cliente do Pingo Doce e não estou nada indignado!
De António Valle a 14 de Outubro de 2009 às 14:29
E a origem do grupo que não grama o anúncio não pode ser mesmo alguém ligado à concepção do anúncio?
De uriel oliveira a 14 de Outubro de 2009 às 16:48
Não sei responder à tua pergunta, mas na minha opinião o anúncio não é assim tão bom, ou tão mau, ao ponto de motivar este movimento, pelo que quem o iniciou, tem interesses relacionados com esta questão.
Não acredito minimamente que o movimento seja um resultado espontâneo da "indignação dos clientes do Pingo Doce", conforme defende o amigo Armando.
De António Valle a 14 de Outubro de 2009 às 16:56
Já respondeste à minha questão! :)
O que é certo é que quem ganha mesmo com isto é o Pingo Doce. Este "circo" á volta do anúncio continua a gerar notícias nos jornais generalistas, nas revistas especializadas, e o Pingo Doce lá vai ocupando espaço editorial.
Entretanto já nasceu o grupo da Gente que gosta do anúncio do Pingo Doce contra-ataca :)
De Armando Alves a 14 de Outubro de 2009 às 17:25
Uriel,

tens todo o direito à tua opinião, num espaço que é teu.

Do mesmo modo que eu, como cliente Pingo Doce tenho direito à indignação pela peça de comunicação que criaram.

Se te serve de comparação, é como eu ser cliente da Apple (que sou) e de repente esta começar a comunicar com stock footage e com um tom paternalista, deixando de usar uma linguagem inteligente. Mas compreendo que se a tua ligação emocional ao Pingo Doce (em especial à comunicação) não é tão forte, o vejas unicamente como uma peixeirada entre publicitários.

Quanto à dúvida do António, o grupo foi criado por um redactor de uma agência interactiva, pelo que presumo que não tenha qualquer móbil contra a agência Duda. Já agora, nem eu: tenho um grande amigo lá, mas isso não faz que seja hipócrita e deixe de expressar a minha indignação. E esperar que os resultados do trimestre não sejam desastrosos, pois mais grave que uma campanha que nos trata como imbecis seria se o Pingo Doce tivesse que encerrar.

Directores de marketing e agências vão e vêm (normalmente num ciclo de 2/3 anos), agora o Pingo Doce espero que recupere desta quebra na reputação.

E por favor não venham com mais um cliché de "desde que falem de mim". Desde Net Promoter Score a brand equity, são vários os indicadores que associam uma reputação positiva a desempenho financeiro, pelo que quando alguém diz tão mal nunca pode ser visto de forma ligeira.





De António Valle a 14 de Outubro de 2009 às 18:12
Caríssimo Armando,
Obrigado pelo esclarecimento!
Eu não sou de todo defensor desse cliché, antes pelo contrário. Considero que a minima notícia negativa deve ser tida em conta pelo gestor de comunicação.
Ao que me referi foi ao número de notícias que este anúncio já gerou. Estou a falar de uma variável quantitativa, portanto.
Analisando qualitativamente essas notícias poderemos chegar à conclusão que chega (quebra de reputação) ou não, mas ainda não o fiz...
No entanto, se me permite, assim à primeira vista, não me parece nada que o Pingo Doce tenha tido uma quebra de Reputação e no fim disto tudo acredito que a Reputação do Pingo Doce se irá manter como até ao anúncio.
Aquilo que se discute é publicidade e a Reputação não se constrói através da publicidade mas sim através de uma boa estratégia de Comunicação, de Public Relations .
Mantenho a minha desconfiança , isto pode estar a ser gerido pelo próprio Pingo Doce. Se não por que raio ainda ninguém do departamento de comunicação não tentou atenuar o que diz ser a quebra de Reputação.
De uriel oliveira a 14 de Outubro de 2009 às 18:21
Armando, compreendo, aceito e respeito o teu ponto de vista, contudo insisto na opinião que formulei sobre o assunto. Se analisares a questão bem a fundo, não foi este anúncio que mudou o tom de comunicação do Pingo Doce. O tom de comunicação do PD já mudou há muito mais tempo. Recordo-me das receitas, por exemplo, as promoções eram marcadas por um ambiente quase gourmet, que não tem nada a ver com tudo o que se fez depois disso, baseado no preço mais baixo como principal cartão de visita da marca.
Se me perguntares, se concordo com esta mudança, a minha resposta é negativa, acho que o PD só tem feito asneiras na sua estratégia de comunicação, no entanto, considero que não foi este o momento que marcou esta mudança e por isso penso que na base da criação do movimento está alguma dor das agências que operam em PT.
De Armando Alves a 14 de Outubro de 2009 às 18:35
António e Uriel,

Acho que concordamos todos que o Pingo Doce / Duda deveriam ter sustentado melhor a sua comunicação, sem alienar de forma tão sectária o património positivo construído antes.

Vai continuar a existir má publicidade, normalmente comentada de forma mais visceral pelos peixeiros-publicitários. O que torna este caso merecedor de atenção é precisamente ter despoletado reacções tão negativas de pessoas que não publicitárias.

Volto a reiterar a minha vontade que tudo corra pelo melhor para o Pingo Doce, e encarar este episódio não passe de uma nota de rodapé daqui a uns tempos, quando os novos anúncios sairem :)
De Rui Nuno Castro a 14 de Outubro de 2009 às 17:15
Que o Mensalão tenha ao menos um ponto positivo! Abanar o mundo "redondo" da publicidade nacional... Chega de verdades únicas. Eu não gosto especialmente, mas admito que é criativo e não está alinhado, não é mais do mesmo.

Comentar post

.uriel oliveira


. ver perfil

. seguir perfil

. 10 seguidores

.pesquisar

.posts recentes

. ainda o Euro 2012

. Contradição olímpica

. Madonna - Só se for em sa...

. Briosa: Uma marca com gra...

. O Pingo Doce está outra v...

. Um mundo melhor

. O campo na Avenida

. A crise portuguesa nos me...

. Afinal o golf continua a ...

. O poder da sugestão

. Champanhe Mumm com sabor ...

. Comunicar em roupa interi...

. Alerta de crise na Ensite...

. Os ratos da política

. O dia em que um sorriso p...

. O caçador _____ o urso

. O meu iPad

. Alegria

. A máquina dos U2

. Mais leitores por menos d...

.arquivos

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Novembro 2011

. Junho 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

.tags

. todas as tags

.feeds